International Trade

Universidade do Sul de Santa Catarina

Course Description

  • Course Name

    International Trade

  • Host University

    Universidade do Sul de Santa Catarina

  • Location

    Florianópolis, Brazil

  • Area of Study

    Intelligence Studies, International Affairs, International Economics, International Politics, International Relations, International Studies, International Trade, Political Science

  • Language Level

    Advanced

    Hours & Credits

  • Contact Hours

    72
  • Recommended U.S. Semester Credits
    4
  • Recommended U.S. Quarter Units
    7
  • Overview

    I - IDENTIFICAÇÃO:
    Unidade: Norte da Ilha
    Curso: Relações Internacionais
    Disciplina: Comércio Exterior I
    Créditos: 04 Carga horária: 60h/a (72 U.S. Hours)

    II - EMENTA
    Teorias de Comércio Exterior. Conceitos Básicos. Sistemas e Regras Uniformes de Comércio
    Internacional. Política, Estrutura e Administração do Comércio Exterior Brasileiro.

    III - JUSTIFICATIVA
    A disciplina de Comércio Exterior I se justifica por proporcionar ao aluno de Relações
    Internacionais conhecimentos gerais relativos ao comércio internacional, compreensão da
    linguagem técnica, da estrutura de organização e da sistemática do comércio exterior brasileiro.
    É esperado que, ao final da disciplina, o aluno esteja familiarizado com os conceitos, os termos
    usuais e domine a dinâmica das operações de importação e exportação.
    A disciplina de Comércio Exterior I propicia instrumentos ao profissional de Relações
    Internacionais para que atue em negociações com pleno conhecimento dos aspectos teóricos e
    práticos da dinâmica das operações de comércio exterior.

    IV ? OBJETIVOS
    GERAL
    Possibilitar ao acadêmico, o aprendizado das inúmeras nuanças e particularidades do comércio
    exterior brasileiro.

    ESPECÍFICOS
    - Apresentar conceitos de comércio internacional de forma clara e objetiva;
    - Analisar os fatores, inclusive inerentes ao caráter humano, que influenciam as relações de
    comércio exterior;
    - Demonstrar sob o ponto de vista estatístico a conjuntura internacional brasileira;
    - Abordar temas diversos atuais e condizentes ao comércio exterior.

    V - CONTEÚDO PROGRAMÁTICO
    5.1. Comércio exterior brasileiro
    5.1.1. Evolução do comércio exterior brasileiro e catarinense
    5.1.2. Política brasileira de comércio exterior
    5.1.3. Estrutura do comércio exterior brasileiro (Órgãos gestores e anuentes)
    5.1.4. Programas governamentais de incentivo às exportações brasileiras
    5.2. Conceitos Básicos e Específicos
    5.2.1. Exportação
    5.2.2. Importação
    5.3. Exportação / Importação
    5.3.1. Análise Empresarial para Fins de Exportação e Importação (Internacionalização)
    5.3.2. Análise das Vantagens na Exportação e na Importação
    5.3.3. Tratamento administrativo e formas de realização das exportações e importações
    5.3.4. Incentivos fiscais e creditícios
    5.3.5. Condições de compra e venda ? INCOTERMS
    5.3.6. Modalidades de pagamento
    5.3.7. Roteirização do processo de exportação / importação x documentação ? Aspectos
    técnicos e operacionais
    5.4. Barreiras tarifárias e não tarifárias (técnicas)
    5.5. Ações e ferramentas de apoio ao comércio exterior brasileiro
    5.6. Projeto Transdisciplinar de Aprendizagem
    Tema: Conhecendo a profissão do internacionalista (na área privada)

    VI ? METODOLOGIA
    Aulas expositivas, análise e discussão de estudos de casos, exercícios práticos e apresentação
    de seminários.

    VII - AVALIAÇÃO
    Realização de 02 (duas) avaliações individuais, 02 (dois) seminários em equipe, participação do
    acadêmico durante as aulas ministradas e 01 (um) trabalho transdisciplinar (este equivale a 25%
    da nota semestral).

    Trabalho Transdisciplinar de Aprendizagem:
    TEMA: Conhecendo a profissão do internacionalista (na área privada).

    OBJETIVO: trabalhar um tema transversal nas disciplinas do semestre, que possibilite aos alunos
    e professores vislumbrar a integração entre as disciplinas e desenvolver a visão holística e de
    conjunto que o internacionalista deve possuir.
    Atribuição para a disciplina Comércio Exterior I - Verificação do Comércio Exterior brasileiro dos
    últimos anos, apontando possibilidades e limites para a atuação do setor privado
    internacionalizado.

    NORMAS GERAIS:
    ? Este trabalho vale 25% da média semestral
    ? A nota será composta 60% pelo trabalho escrito e 40% pela apresentação do seminário
    ? A nota do trabalho escrito será composta pela média simples das notas atribuídas pelos
    professores que corrigem o trabalho
    ? Os alunos deverão entregar uma cópia completa do trabalho a cada professor
    ? Já a nota do seminário será atribuída pela banca de professores da noite de apresentação
    dos seminários.

    VIII - REFERÊNCIAS
    Bibliografia Básica
    KEEDI, Samir. ABC do comércio exterior: abrindo as primeiras páginas. São Paulo: Aduaneiras,
    2002.
    LOPEZ, José Manoel Cortinas, GAMA, Marilza. Comércio exterior competitivo. São Paulo:
    Aduaneiras, 2002.
    MALUF, Sâmia Nagib. Administrando o Comércio Exterior do Brasil. São Paulo: Aduaneiras,
    2000.
    MINERVINI, Nicola. O Exportador. São Paulo: Makron Books, 2001
    VASQUEZ, José Lopes. Comércio Exterior Brasileiro. São Paulo: Atlas, 2003
    Bibliografia Complementar
    ACUFF, Frank L. Como negociar qualquer coisa com qualquer pessoa em qualquer lugar do
    mundo. São Paulo: Editora SENAC, 1998
    CASTRO, José Augusto de. Exportação: aspectos práticos e operacionais. São Paulo:
    Aduaneiras, 2001
    BIZELLI, João dos Santos / Ricardo Barbosa. Noções básicas de importação. São Paulo:
    Aduaneiras, 2000
    CARNIER, Luiz Roberto. Marketing internacional para brasileiros. São Paulo: Aduaneiras, 2003
    CAVALCANTI, Dinarte de Souza Bezerra. Evolução teórica do comércio internacional e
    sistemática brasileira do comércio exterior. São Paulo: Aduaneiras, 1995
    DOBLINSKI, Suzana. Como se comportar mundo afora: um guia de viagens para homens e
    mulheres de negócios. São Paulo: Mandarin, 1997
    GRAFALO, Emílio. Dicionário de comércio exterior e câmbio. São Paulo: Saraiva, 2004
    GRIECO, Francisco de Assis. O Brasil e a nova economia global. São Paulo: Aduaneiras, 2001
    HOLLAND, Dra. Neila Anchieta. A Internacionalização dos Negócios. Rio de Janeiro: Forense,
    2001
    LUNARDI, Ângelo Luiz. Condições internacionais de compra e venda: INCOTERMS 2000. São
    Paulo: Aduaneiras, 2000
    PIPIKIN, Alex. Marketing internacional: uma abordagem estratégica. São Paulo: Aduaneiras,
    2002
    RATTI, Bruno. Comércio internacional e câmbio. São Paulo: Aduaneiras, 2000
    SILVIA, Mozart Foschete da. Relações econômicas internacionais. São Paulo: Aduaneiras,
    1999
    YIP, George S. Globalização: como enfrentar os desafios da competitividade mundial. São
    Paulo: Editora SENAC, 1996
    Guia Banco do Brasil de Exportação, 2007
    Outras Fontes de Pesquisa
    www.mdic.gov.br, www.portaldoexportador.gov.br, www.mre.gov.br, www.braziltradenet.gov.br,
    www.bcb.gov.br, www.receita.fazenda.gov.br, www.bancodobrasil.com.br, www.cni.org.br,
    www.apexbrasil.gov.br, www.funcex.com.br, www.aeb.org.br, www.aduaneiras.com.br,
    www.fiescnet.com.br/cin, www.aladi.org.br, www.inmetro.gov.br/barreirastecnicas,
    www.intracen.org.

    X - INFORMAÇÕES GERAIS
    ? As cargas horárias previstas no conteúdo programático exposto, poderão sofrer alterações
    conforme necessidades e mediante rendimento acadêmico
    ? No período de 14 a 18 de abril haverá a Semana de integração Docente e Discente: formação e
    planejamento
    ? Os trabalhos e atividades curriculares não entregues, apresentados ou feitos nas datas previstas
    poderão ser aceitos somente até a primeira semana subsequente à prevista, valendo 20% do peso da
    avaliação respectiva
    ? Segundas chamadas de provas serão permitidas, mediante requisição devidamente justificada e
    documentada via mecanismos institucionais regulamentados; as provas de segunda chamada não terão
    grau de dificuldade menor que as originárias e não serão de consulta
    ? Os acadêmicos que precisarem faltar às aulas deverão certificar-se com os colegas ou via e-mail
    com a professora (tatianileal@ig.com.br) das possíveis atividades agendadas para a próxima semana